quinta-feira, 23 de junho de 2016

Concursos com inscrições abertas para a área de Jornalismo e Comunicação Social


Confira todos os concursos abertos para a área de Comunicação Social , Assessor de Imprensa e Jornalismo. As oportunidades são para todo o Brasil. Atualização 20/06



IFAL - Instituto Federal de Educação de Alagoas
AL
Prefeitura de Coruripe
AL
INESC - Instituto de Estudos Socioeconômicos
DF
UFPR - Universidade Federal do Paraná
PR
COMPAGAS
PR
Câmara de Nova Iguaçu
RJ
UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
RN
UFSM - Universidade Federal de Santa Maria
RS
Prefeitura de Torres
RS
CREF3 - Conselho Regional de Educação Física da 3ª Região
SC
Prefeitura de Biguaçu
SC
Câmara de Osasco
SP
Câmara de Mongaguá
SP
Fonte: Concursos resumidos

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Twitter abre inscrições para programa de estágio

por Redação Comunique-se
O Twitter Brasil anunciou a abertura de inscrições para seu programa de estágio, com oportunidades para os escritórios de São Paulo e Rio de Janeiro. Ao todo, a companhia oferece nove vagas para estudantes universitários com formatura prevista de dezembro de 2017 a junho de 2018. Além da bolsa auxílio de R$ 1.800, benefícios como vale-refeição, vale-transporte e auxílio academia são oferecidos aos integrantes do time. 
twitter-abre-inscricoes-para-programa-de-estagioTurma do primeiro programa de estágios do Twitter
(Imagem: Divulgação)
Com inscrições abertas até 8 de julho, a seleção do #EstagioTwitter2016 está aberta a candidatos dos cursos de Comunicação Social, Relações Públicas, Jornalismo, Marketing, Publicidade e Propaganda, Administração, Relações Internacionais, Economia, Ciências Contábeis, Direito, Psicologia e Engenharia. 

Para participar, é necessário formalizar a candidatura pelo site da Cia de Estágios. De acordo com o Twitter, o programa visa contribuir para o aprendizado dos estudantes, oferecendo a experiência de atuar na criação e execução de projetos da plataforma. 

Para divulgar a iniciativa, a empresa criou a conta Join The Flock BR (@JoinTheFlockBR), que divulgará, ao longo das próximas semanas, vídeos com dicas de líderes das equipes. Além disso, a diretora de Aquisição de Talentos do Twitter, Francine Graci, vai participar de uma sessão de perguntas e respostas no dia 1º de julho.

Fonte: C-SE

“Quem é jornalista é jornalista 24 horas por dia”, diz apresentadora da RBS

De segunda a sábado, o telespectador gaúcho que liga a televisão no programa 'Globo Esporte RS', às 12h50min, é recebido com um simpático “oi, gente”, frase que convida para um início de tarde repleto de informações sobre o universo esportivo. A responsável por acolher o público com tanta afeição é Alice Bastos Neves, jornalista formada na Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos/PUC-RS). Ela diz que não há mais espaço na programação para frieza e afirma que é necessário demonstrar bom humor e carisma. Natural de Pelotas, a apresentadora mudou-se para Porto Alegre aos 4 anos de idade. Quando criança, pensava em ser psicóloga, “provavelmente porque a mãe de alguma colega tinha essa profissão”, brinca.
quem-e-jornalista-e-jornalista-24-horas-por-dia-diz-apresentadora-da-rbsDe segunda a sábado, Alice Bastos Neves está à frente do 'Globo Esporte RS' (Imagem: Natalia Lavratti)Alice ingressou na Famecos em março de 2002, frequentando as aulas do turno da manhã. “Me senti acolhida na Faculdade”, lembra. No mesmo período, prestou vestibular para o curso de Educação Física. Durante três semestres, ela aliou os estudos de Jornalismo com as aulas da Escola de Educação Física (Efed) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mas os horários e a rotina de atividades na Famecos acabaram mantendo o foco da apresentadora apenas na produção jornalística.

Durante os anos que frequentou a Faculdade, além de ter se encantado pelo famoso capuccino do bar, Alice se fascinou pelas aulas de rádio, de diagramação e de redação jornalística. “Sempre achei que trabalharia com jornalismo cultural e rádio, mas acabei apenas fazendo um estágio curricular nessa área”, diz. Quando se formou, enviou currículo para a RBS TV. A vaga disponível na época era para repórter. Sem nunca ter feito um teste para trabalhar na televisão, ela encarou o desafio. A proposta da entrevista era ler a “cabeça” de uma matéria. “O teste foi assustador. Quando a luz vermelha acendesse, eu deveria começar a falar”. O texto começou a passar no teleprompter e, somente após ter sido alertada pelo Diretor de Imagem presente no estúdio, Alice começou a gravar o programa. Apesar do nervosismo, ela conquistou a vaga de repórter.

Sobre o período de experiências na graduação, a jornalista reflete que a Famecos proporciona muitas mudanças no jeito de ser, de pensar, de falar e até de se vestir. As lembranças da Universidade e do Prédio 7 são positivas. Muitas tardes foram passadas com os amigos na antiga biblioteca da PUCRS e nos gramados que a cercam. Alice lembra da cerimônia e da festa de formatura como momentos emocionantes. Oradora da turma, ela pensou em escrever um discurso que se adequasse tanto aos formandos, quanto aos professores e aos convidados. “Depois eu fiz um festão. Acho que esse momento tem que ser muito comemorado”, recomenda. À frente do Globo Esporte RS, Alice afirma que nunca sofreu nenhum tipo de preconceito por ser mulher e trabalhar com futebol. Ao final, ela lamenta que esse tipo de pergunta ainda seja feita com recorrência e torce para que, em breve, o questionamento sequer seja cogitado.

Em 2015, Alice apresentou à população gaúcha seu primeiro filho, Martin. No dia a dia de trabalho aliado à maternidade, ela conta com o apoio da família. O marido, David Riesinger, foi atleta de tênis e compreende como é a rotina que envolve a cobertura esportiva. Os pais da pelotense também apoiam a jornada profissional da apresentadora. No início, eles gravavam todas as aparições da filha na televisão em vídeo cassete, orgulhosos. Com o bom humor característico, Alice completa: “quem é jornalista, é jornalista 24 horas por dia”.
(*) Estudante de jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos/PUC-RS) e integrante do projeto 'Correspondente Universitário' do Portal Comunique-se.
***** ***** ***** ***** *****
Participou de algum evento relacionado à comunicação social e deseja colaborar com o formato 'Correspondente Universitário'? Produza seu texto e envie o material para jornalismo@comunique-se.com.br - com o título do projeto no assunto.
Fonte: Comunique-se

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Centimetragem é um indicador válido para assessoria de imprensa?


Centimetragem é uma forma horrível de se medir a eficiência de um trabalho de assessoria de imprensa, mas ainda é muito usada. Por quê? Porque lá atrás, na era off-line, não havia um método melhor do que comparar centimetragem em mídia impressa ao valor de um anúncio naquela página. No entanto, hoje, em que tudo converge para múltiplas telas e mídias variadas, o método faz cada vez menos sentido.
Qual a sugestão? Um modelo de pontuação em que cada veículo ganha um peso de acordo com sua relevância na região e no setor em que o trabalho de comunicação é feito.

Veja o vídeo aqui.
Fonte: allmetrics

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Unila lança edital de concurso para professor de Cinema e Audiovisual

A Unila publicou edital de inscrição para o concurso público de provas e títulos, destinado a selecionar docentes do Magistério Superior, para preenchimento de vagas na área de Cinema e Audiovisual – subáreas Cinema Latino-Americano e Arte e Tecnologia.
 As inscrições devem ser feitas entre os dias 13 de junho e 12 de julho, mediante preenchimento de formulário online, disponível no endereço eletrônico: https://sig.unila.edu.br/sigrh/public/home.jsf, na área dedicada a concursos. A taxa de inscrição é de R$ 215. Para os candidatos que se encontram fora do Brasil, o pagamento pode ser efetuado segundo orientações disponíveis em www.unila.edu.br/concursos.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Câmara de Osasco (SP) abre concursos com mais de 30 vagas na área de Comunicação

A Câmara Municipal de Osasco, município do estado de São Paulo, publicou o edital de abertura do concurso público que preencherá 
O prazo de validade do concurso para nomeação dos aprovados será de dois anos, podendo ainda, a critério da Câmara Municipal, ser prorrogado uma vez por igual período. O Instituto Mais de Gestão e Desenvolvimento Social coordena o certame.
Câmara de Osasco-SP abre concurso com 138 vagas de todos os níveis
Para candidatos de nível fundamental há vagas de Operador de Som (2).
Quem possui formação de nível médio ou técnico pode tentar cargos de Designer Gráfico (2), Fotógrafo (2).
Para candidatos de nível superior há vagas de Assessor de Comunicação Social (30), Jornalista (2) e Relações Públicas (2).
Os salários variam entre R$ 2.033,12 e R$ 6.478,74, mais vale transporte e cesta básica. Veja o edital.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

WhatsApp cancela contas e bloqueia comunicação entre jornal brasileiro e 70 mil leitores que assinam o serviço

Fábio Gusmão, editor online do Extra
O jornal Extra, do Rio de Janeiro, é conhecido internacionalmente como um pioneiro no uso de plataformas digitais de messagens, principalmente o WhatsApp, em sua comunicação  com milhares de leitores. Mais de 70 mil usuários do WhatsApp e leitores do Extra, no entanto, foram prejudicados pelo súbito cancelamento de contas do jornal porque os robots da plataforma de mensagens as identificam como possível spam, de acordo com o jornal.
Há duas semanas, a conta usada pelo jornal foi bloqueada pela quarta vez e, nesta segunda-feira, 6, o novo número divulgado há apenas quatro dias foi banido pelo aplicativo, afirmou Fábio Gusmão, editor online do Extra, em entrevista ao blog do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.
A partir de agora, o editor afirma que os leitores que quiserem enviar denúncias e informações ao Extra por serviço de mensagem deverão usar o aplicativo Telegram, e cadastrar-se no número (21) 99644-1263.“O mais triste é que quandotem bloqueio por algum juiz, o CEO do WhatsApp faz um discurso liberátrio dizendo que são 100 milhões de brasileiros punidos. Mas e os meus 70 mil que são cadastrados e nos procuram? E as pessoas que estão agora neste momento sofrendo com abuso policial e nao têm canal pra falar com a gente?”, afirmou Gusmão.

Com desejo de equilibrar a vida, comunicadora deixa o dia a dia de agência para empreender



Lygia Pontes afirma que é possível equilibrar vida pessoal e profissional (Imagem: arquivo pessoal)

Não conseguir encontrar os amigos, se atrasar para compromissos de família, sentir dores no corpo por não ter tempo para exercícios físicos, abandonar coisas que gosta e não conseguir horário sequer para marcar consultas médicas. Não só na comunicação, mas em outras áreas, é comum ver pessoas que se dedicam quase 100% à vida profissional. Era exatamente isso que acontecia com Lygia Pontes, formada em RP pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e atual advisor e consultora. Com desejo de equilibrar a vida, ela deixou o emprego para empreender. "Comecei a me dar conta de que precisava encontrar o equilíbrio entre trabalho e lazer".
Logo quando iniciou os estudos na USP, Lygia começou a fazer estágios e seguiu trabalhando na área depois de formada. As oportunidades de se envolver em projetos importantes como fazer gestão de crises, conceber e estruturar departamentos e definir estratégias digitais começaram a surgir e ela foi se dedicando cada vez mais. "Na área de comunicação, estar conectado 24 horas por dia e sete dias por semana é comum. No meu caso, eu levava isso como uma regra e trabalhava quase o tempo todo - do escritório ou de qualquer outro lugar em que eu estivesse. Minha vida profissional tinha praticamente 100% da minha atenção e, por isso, eu deixava de lado o que fazia parte da dimensão pessoal: família, amigos, hobbies e férias".Com o tempo, alguns sinais alertaram Lygia e ela percebeu que precisava equilibrar a vida pessoa e profissional. A consultora conta que os amigos passaram a dizer que o horário para os encontros era duas horas mais cedo, pois era o que ela costumava atrasar - quando ia -, dores pelo corpo começaram a surgir e atividades como ler, ver filmes e estudar acabaram ficando de lado. "Quando eu não estava trabalhando, ficava tão cansada, que só conseguia dormir". O estopim para mudar de vida aconteceu quando a profissional teve crise de choro no trabalho, claro. "Voltei para casa pensando em tudo e me dei conta de que precisava encontrar o equilíbrio com urgência. Geralmente, as metas e os objetivos das empresas não estão em harmonia com o que os colaboradores podem oferecer. A falta de alinhamento causa grandes prejuízos a todos os envolvidos", ressalta.
Todo o processo de mudança fez com que Lygia deixasse o trabalho e criasse seu projeto de consultoria. De acordo com a empreendedora, a proposta é auxiliar empresas e pessoas a identificarem e solucionarem problemas de modo personalizado e acessível. O plano de ação usado por ela para equilibrar as duas áreas é compartilhado em atendimentos e encontros. Embora considere a comunicação uma profissão difícil de balancear, ela afirma que é possível e alerta para que os profissionais não caiam em armadilhas. "As principais estão ligadas a não assumirmos responsabilidades. Quando acreditamos que algo não deu certo por causa de outras pessoas ou até de situações e acontecimentos ('o universo'), não existe nenhuma atitude que possamos tomar para que isso não ocorra novamente no futuro, o que nos torna apenas espectadores", comenta.
É evidente que, afirma Lygia, em algum momento a vida profissional pode exigir mais e isso acaba por adiar o lazer, mas, feito de forma consciente, não há espaço para a frustração, já que será algo passageiro. Para quem deseja iniciar planejamento de equilíbrio, a consultora apresenta cinco dicas essenciais que precisam ser levadas em consideração.  Veja aqui os conselhos de Lygia Pontes