terça-feira, 30 de setembro de 2014

Facebook Brasil abre programa de estágio; saiba o que a rede social procura

Por meio da Cia de Talento, o Facebook vai escolher seus novos estagiários de 2015. Embora as vagas sejam somente para o próximo ano, as inscrições para quem quer fazer parte do quadro de funcionários da rede social vai até 14 de outubro. São três áreas de atuação e o processo envolve provas online e entrevistas pessoais. As vagas são para São Paulo.
Atualmente, o Facebook tem mais de 7 mil funcionários no mundo. No Brasil são 130. A rede social busca estudantes interessados em trabalhar nas áreas de Business (conecta empresas a seus clientes através de soluções para páginas, anúncios e ofertas), Finance (analisa processos financeiros na América Latina) e Media Partnerships (cuida de parcerias estratégicas de entretenimento, esportes e notícias na América Latina).
Em todos os casos, as vagas são destinadas a estudantes de Publicidade e Propaganda, Propaganda e Marketing, Marketing, Relações Públicas, Jornalismo, Administração de Empresas, Ciências Econômicas e Engenharias. É preciso ter formação programada para dezembro de 2015, além de inglês fluente e disponibilidade para estágio de 6 horas diárias, de segunda a sexta-feira.
O processo seletivo é formado de testes online, análise qualitativa e quantitativa das fichas de inscrição e resultados dos testes, check up de competências e entrevistas finais. Para se candidatar, basta acessar este link.
------------facebook-estagio
Qual profissional o Facebook quer?
No site da Cia de Talento, a rede social de Mark Zuckerberg dá algumas dicas e indica quais profissionais são mais atrativos para trabalhar na empresa. De acordo com as informações, o perfil ideal deve ser apaixonado pelo Facebook, entusiasmado para trabalhar com pessoas e construir novos relacionamentos.
Veja, abaixo, alguns pontos:
*O profissional deve ser atento aos detalhes e capaz de resolver problemas e pensar analiticamente, além de identificar oportunidades de melhoria nos processos em que atua;
*Tem iniciativa, supera obstáculos e trabalha de forma colaborativa em um ambiente desafiador e com ritmo acelerado;
*Tem habilidade de reestabelecer prioridades rapidamente, enquanto mantém um alto nível de organização e controle;
*É extremamente motivado, dedicado e capaz de pensar com clareza, mesmo sob pressão;
*Tem senso de humor, sabe trabalhar em equipe e está disposto a fazer o necessário para ajudar o Facebook a ter sucesso.

TV Distrital vem ai sem concurso público e terceirizada

Texto e foto por Chico Sant’Anna, 
com informações da Coordenadoria
de Comunicação Social da CLDF

Em 2011, o então recém eleito presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Cabo Patrício, prometeu lançar concurso público para a contratação de jornalistas que seriam responsáveis em tocar a TV Distrital, tal qual operam as TVs Câmara e Senado.
Dois anos se passaram e nada foi feito.
Em 2013, o deputado Wasny de Roure, que sucedera Patrício à frente da CLDF, afirmou a este blogueiro que iria retomar o projeto da TV Distrital e que realizaria o concurso para os Jornalistas.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Com oportunidades em Marketing, Apple tem mais de 25 vagas para o Brasil

apple-wallpaper-logo
A Apple está em busca de 27 talentos para fazer parte de sua equipe. Com oportunidades para diversas áreas, a empresa quer profissionais dispostos a trabalho no Rio de Janeiro e em São Paulo.
De acordo com informações da Info, algumas vagas em SP estão relacionadas à abertura da Apple Store na cidade, no shopping Morumbi. Atualmente, a empresa tem apenas uma loja no país, localizada na Barra da Tijuca (RJ). Na lista, a Apple quer profissionais de marketing, operações, varejo, engenharia de software e hardware, admistrativo e outras.
Embora não tenha revelado os salários, a Apple deixa em seu site o cargo e a descrição das funções, além de link para que os interessados possam enviar os currículos. A página "Empregos na Apple" exige que o internauta tenha o ID da empresa.
Para ver as vagas, basta clicar neste link. Quem ainda não tiver o ID Apple, pode criar por meio deste link.
Veja, abaixo, os cargos disponíveis:
3D Producer, Channel (Marketing)
Associate Creative Director/Copywriter (Marketing)
BR-Apple Store Leader Program (Varejo)
BR-Criativo (Varejo)
BR-Encarregado de Estoque (Varejo)
BR-Engenheiro de Soluções (Varejo)
BR-Especialista (Varejo)
BR-Especialista em Negócios (Varejo)
BR-Expert (Varejo)
BR-Genius (Varejo)
BR-Gerente (Varejo)
BR-Gerente de Negócios (Varejo)
BR-Líder de loja (Varejo)
BR-Líder de Mercado (Varejo)
BR-Líder de Negócios (Varejo)
Carrier Technical Lead - São Paulo, Brazil (Engenharia de software)
Consumer Account Executive (Vendas)
Cross Functional Producer, Brazil (Marketing)
Environmental Affairs Program Manager - Brazil (Legal)
Ground-Truthing Team Lead (Operações)
iOS Partner Manager (Marketing)
iOS Technology Evangelist (Marketing)
Operations Manager (Marketing)
Product Manager iOS, Brazil (Marketing)
Public Relations Manager (Marketing)
Site Safety Technician (Administrativo)
TPM Manager (Engenharia de hardware)

Fonte: C-SE

terça-feira, 23 de setembro de 2014

BBC College of Journalism abre site para o mundo todo




Antes disponível apenas para usuários britânicos, site reúne pesquisas e conteúdos valiosos para quem pesquisa jornalismo.




A Faculdade de Jornalismo da BBC (BBC College of Journalism, em inglês) anunciou que seu site agora está disponível para usuários de fora do Reino Unido. A página, que antes só podia ser acessada por usuários britânicos, traz uma valiosa gama de conteúdo para quem pesquisa jornalismo. Entre as produções, estão peças sobre vídeo móvel e áudio, além de diversas pesquisas.
De acordo com o anúncio da instituição, o site ficará disponível gratuitamente por um período de pelo menos 12 meses. A faculdade mantém ainda um canal no YouTube com conteúdos igualmente interessantes.

Sistema Globo de Rádio recebe inscrições para seu programa de estágio

sgr
Já pensou em estagiar na Rádio Globo, CBN, Beat 98 e BH FM? O Sistema Globo de Rádio recebe inscrições pela internet para seu programa de estágio até 20 de outubro. As oportunidades são oferecidas a estudantes de Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.Há vagas para alunos de nível superior em Comunicação Social (Publicidade, Relações Públicas), Marketing e Direito. Será exigida apresentação de declaração da faculdade que comprove a matrícula e a previsão de formatura. Para o nível técnico, estão abertas vagas para estudantes de Eletrônica.
A empresa oferece bolsa-auxílio mensal no valor de R$900,00 para estagiários de nível superior e de R$650,00 para nível técnico, além de benefícios como vale- transporte, seguro de vida e vale-refeição, no valor de R$20 por dia. A jornada diária é de 6 horas.

Na seleção, serão aplicados testes online e presenciais. A prova envolve questões de conhecimentos gerais, redação e inglês. Os candidatos aprovados nestas etapas passarão por dinâmica de grupo e entrevistas individuais. O número de vagas não foi divulgado.
As inscrições devem ser feitas pela internet no link “Trabalhe Conosco” do site da empresa. Na página, é possível conferir o cronograma, regulamento e perguntas frequentes sobre a seleção.
Fonte: C-SE

As melhores respostas às 50 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego

A Universia Brasil divulgou as 50 perguntas mais enfrentadas em entrevistas de emprego. Está na hora de saber respondê-las com prudência para que você seja contratado. Confira a lista e boa sorte! 


É provável que, quando você leu a notícia das perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego, em ao menos uma, você não tenha se sentido seguro para oferecer uma boa resposta. Não há problema, as questões são complicadas e um tanto capiciosas. Confira as respostas mais apropriadas ao que é mais perguntado em entrevistas de emprego e garanta a sua contratação:

1. Você se considera a melhor pessoa para esse trabalho? Por quê?

A melhor maneira de responder é oferecendo exemplos concretos das suas conquistas e habilidades. Compare as exigências da vaga com o seu perfil para que o recrutador veja que você é o mais indicado para a vaga.

2. Você é bom demais para esse trabalho?
Você pode responder mais ou menos assim: "bom demais? Alguns diriam que eu não sou bom demais, mas tenho todas as habilidades necessárias para este trabalho. E, mesmo que eu fosse bom demais, tem algum problema de contratar quem trabalhar melhor do que o esperado?"

3. Descreva uma experiência difícil no seu trabalho e como você lidou com ela.
Dê exemplos concretos do que já aconteceu no seu trabalho, depois discuta como você resolveu o problema. Seja positivo, o problema tem que acabar bem.

4. Descreva-se.
O recrutador não quer uma resposta de 10 minutos. Ofereça frases que te destaquem entre os outros candidatos e que abram espaço para outras discussões.

5. Descreva o melhor e o pior chefe.
Diga que você aprendeu algo, não importa com qual chefe você teve. Você pode, inclusive, afirmar que, com os bons chefes, você aprendeu o que fazer e, com os ruins, o que não fazer.

6. Fale sobre seus objetivos profissionais.
Com essa pergunta, o recrutador quer saber sobre as duas decisões. Quer saber se você não entrou no seu campo por acaso e está ali também por acaso. Alguém que saiba tomar bem decisões será um ótimo chefe.

7. Fale sobre seu estilo de trabalho.
Não adianta só falar que vocêé rápido. Os recrutadores não procuram isso. É melhor dizer que você é eficiente, organizado, focado e, devido a isso, você termina as suas atividades mais rapidamente.

O que NÃO vestir em uma entrevista de emprego

8. Você prefere trabalhar sozinho ou em equipe?
Responda que está apto e se sente bem de realizar os dois tipos. Ofereça situações que sustentem sua afirmação.

9. Você leva trabalho para casa?
"Quando necessário, sem problema. Eu entendo a importância trabalhos que precisam ser realizados até tal dia impreterivelmente."

10. Dê alguns exemplos de trabalho em grupo.
O recrutador quer saber como você trabalharia com a equipe do lugar no qual você está prestes a integrar. Dê exemplos válidos de trabalho em grupo, nem que tenha que ser da faculdade.

Estagiário - Assessoria de Imprensa: SP

Descrição

Vaga de estágio
Empresa: InformaMídia Comunicação
Área de atuação: Assessoria de imprensa para PMEs
Curso: Jornalismo
Horário: Das 10h às 17h
Local: Rua Dr. Carneiro Maia, 50, Saúde
Perfil desejado: Bom texto, aptidão por assessoria de imprensa, facilidade de relacionamento interpessoal.
Experiência anterior na área será um diferencial.
Currículos para marilia@informamidia.com.br
Bolsa auxilio: 1.000,00
Empresa : InformaMídia
Data : 24/09/2014

Informações

Perfil : Estagiário
Localização : São Paulo
Fonte: C-SE

domingo, 21 de setembro de 2014

Petrobrás abre concurso para RP


A Petrobrás publicou edital de concurso com uma vaga (mais 14 para cadastro reserva) de RELAÇÕES PÚBLICAS no Estado do Amazonas.


Requisitos:

Certificado de conclusão ou diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior, bacharelado em Comunicação Social - Relações Públicas e registro no respectivo Conselho de Classe.


Remuneração:


Salário básico de R$ 4.574 com garantia de remuneração mínima de R$ 7.501.

Redator(a): DF

Para produção de textos e correção ortográfica. Enviar currículo com pretensão salarial para: seletivo.mktc@gmail.com.

Fonte: Correio Braziliense, 21.09.2014

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O impacto da pós-graduação nos salários dos executivos

Pós-graduação "lato sensu" deixou de ser diferencial, segundo pesquisa. Mestrado e doutorado são mais raros e acabam sendo mais valorizados pelo mercado

Flickr/Creative Commons/gadgetdude
Diploma
Diploma: apenas 23% dos profissionais pararam na graduação, segundo estudo
Aos olhos do mercado de trabalho brasileiro, fazer uma especialização deixou de ser diferencial - e se tornou pré-requisito. A conclusão é de um estudo feito pela consultoria Produtive com cerca de 400 executivos das regiões Sul e Sudeste.
A pesquisa demonstrou que a maior parte dos profissionais já tem pós-graduação “lato sensu”. Entre os executivos consultados, 68% fizeram uma ou mais especializações. Aqueles que não obtiveram títulos além da graduação são somente 23% .
“Ter uma especialização hoje virou commodity, já não serve para destacar ninguém”, afirma Rafael Souto, presidente da consultoria.
Com a popularização dos títulos e cursos de pós-graduação, comenta Souto, é preciso buscar universidades de primeira linha para conseguir “brilhar” aos olhos do mercado.
Outra forma de se destacar é apostar em cursos de pós-graduação “stricto sensu”, que compreendem programas de mestrado e doutorado. Segundo a pesquisa da Produtive, a parcela dos executivos que detém pelo menos um desses diplomas é de apenas 9%.
Segundo Souto, as empresas têm valorizado mais mestres e doutores. “Aos poucos, estamos seguindo o exemplo dos Estados Unidos e do Japão, países em que projetos de inovação são desenvolvidos em parceria por executivos e pesquisadores”, afirma ele.
A academia volta ao jogo
O muro simbólico que tradicionalmente dividiu mercado e universidade está em processo de desconstrução no Brasil, de acordo com Souto. A valorização do profissional próximo da academia se faz perceber, sobretudo, no quesito remuneração.
A mesma pesquisa da Produtive mostrou que os profissionais com mestrado e/ou doutorado são os mais bem pagos - recebendo mais do que aqueles que têm duas ou mais especializações, inclusive. Veja a tabela abaixo:
QualificaçãoMédia salarial (R$)
Apenas graduação5.812
Uma pós-graduação9.306
Mais de uma pós-graduação12.801
Mestrado e doutorado13.804
Segundo Souto, está caindo por terra o preconceito de que a teoria trabalhada nas universidades tem pouca ou nenhuma aplicação no mercado. “Ainda existe distância entre os dois ambientes, mas ela está diminuindo ano a ano”, comenta.
Pelo mesmo motivo, continua ele, estamos deixando para trás o velho ditado segundo o qual “quem sabe faz, quem não sabe ensina”. Hoje, muitos executivos buscam mestrado e doutorado vislumbrando a possibilidade de dar aula em faculdades.
De acordo com Souto, se a dedicação ao ensino não for exclusiva, trabalhar numa empresa e lecionar ao mesmo tempo é um caminho possível. “Muitos profissionais do mercado já veem a docência como uma fonte alternativa de renda”, afirma.
Mas, pondera Souto, a mentalidade das empresas brasileiras ainda precisa evoluir em alguns quesitos. São poucas as empresas que apoiam o profissional já contratado que queira fazer mestrado, por exemplo. “Elas querem que você já chegue com o título”, explica ele.
Leia mais em Exame.com

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Converta-se em repórter do Diário Liberdade


Diário Liberdade é um portal informativo realizado por militantes e ativistas de diferentes correntes e pensamentos da esquerda anticapitalista.

Como tal, está aberto à incorporação de novas pessoas dispostas a contribuir para a construção de uma ferramenta informativa de base, onde têm cabimento todas as expressões das lutas populares dos países lusófonos e de todo o mundo.




Para avançarmos nesse ambicioso objetivo, qualquer ajuda será bem-vinda. Traduções, sugestões de matérias que merecem ser publicadas, elaboração de reportagens e crônicas, fotografias, vídeos... você tem muitos jeitos de colaborar.

Quer ajudar a divulgar uma informação que não tem cabimento na mídia capitalista? Quer ajudar a gente a dar voz aos que lutam?

Entre em contato e incorpore-se ao coletivo colaborador do Diário da LiberdadeCorreio eletrônico: diarioliberdade@gmail.com ou preencha o formulário no site do jornal.